Auxílio Fraterno pede doações de alimentos

By 4 de abril de 2020 Reportagens
Publicidade

Pastoral do Auxílio Fraterno existe em toda a Diocese e atende 1.800 famílias carentes

O assessor diocesano da Pastoral do Auxílio Fraterno, padre Hélio José Bamberg, expediu comunicado em que solicita a participação dos fiéis e pessoas de boa vontade na doação de alimentos para as famílias carentes.

“Diante da crise que vivemos, sabemos que muita gente vai enfrentar a falta de alimentos e nós, como Diocese, não vamos nos omitir. Nesse momento mais forte, queremos exortar todos que façam suas doações de alimentos”, conclama.

Conforme padre Hélio, a Pastoral do Auxílio Fraterno existe em toda a Diocese e atende 1.800 famílias carentes. “Outras, sem dúvida, surgirão”, alerta ao observar as consequências econômicas que a pandemia tem provocado.

“Em toda Diocese são 31 paróquias, além de suas capelas. Se você quer ajudar, vá até a secretaria da sua paróquia e colabore. Toda a arrecadação será distribuída na medida do necessário e com critérios, além de todos os cuidados com a saúde”, salienta.

As doações podem ser na forma de cestas básicas prontas ou em fardos de alimentos específicos, como muitos estão fazendo. Após o recebimento, os agentes do Auxílio Fraterno montam as cestas contemplando o necessário.

Somente na Paróquia Catedral Cristo Rei são 40 famílias cadastradas e assistidas pelo Auxílio Fraterno. A Casa de Maria, por sua vez, tem outras 400 famílias cadastradas e assistidas. “O mais importante é assumirmos a caridade como essência da nossa fé. É o momento de vermos o outro, sentir compaixão e ajudar porque a fome não tem distinção de religião. É necessidade do ser humano”, destaca.

Fonte e foto: Assessoria de imprensa/Diocese de Toledo

CompartilharShare on whatsapp
Whatsapp
Share on facebook
Facebook
Publicidade
A cópia sem autorização é proibida. Para reprodução do conteúdo, entre em contato conosco.